As únicas coisas que ficam entre uma pessoa e o que ela deseja na vida é seu DESEJO DE TENTAR e a fé em ACREDITAR QUE SEJA POSSÍVEL. -- Rich Devos

segunda-feira, 7 de abril de 2008

Tirando o pó

Recebi esse texto recebi do amigo Roberto Calixto, não sei quem é o autor.

- Mestre, qual o sentido da vida?

O idoso monge permaneceu em silêncio.

Apenas apontou um pedaço de pano, um trapo grosseiro no chão junto à parede. Depois apontou seu indicador magro para o alto, para o vidro da janela, cheio de poeira e teias de aranha.

Mais do que depressa, o discípulo pegou o pano, subiu em algumas prateleiras de uma pesada estante forrada de livros. Conseguiu alcançar a vidraça, começou a esfregá-la com força, retirando a sujeira que impedia a transparência.

- Entendi, mestre. Devemos nos livrar de tudo aquilo que não permita o nosso aprendizado.

Buscar retirar o pó dos preconceitos e as teias das opiniões que impedem que a luz do conhecimento nos atinja. Só então poderemos enxergar as coisas com mais nitidez.

Mais importante do que aquilo que alguém mostra é o que você enxerga. Afinal, eu só queria que ele colocasse o pano no lugar de onde caiu.

Bem meus caros, daí a minha iniciativa há meses atrás lançando o www.liberte-se.com.br para apoiar as prospecções com o marketing de rede.

Ouçam minha parábola da bicicleta e notarão que se trata dos mesmos conceitos. Esse é nosso grande desafio: tirar o nosso pó e mostrar como tirar o dos outros.

2 comentários:

Fabio Platero disse...

Muito interessante esse ponto de reflexão. É sempre muito bom aprender a cada dia com nossos mestres! Abraços.

Ricardo Guimarães disse...

Obrigado Fabio,
Seja sempre bem-vindo!
Abração