As únicas coisas que ficam entre uma pessoa e o que ela deseja na vida é seu DESEJO DE TENTAR e a fé em ACREDITAR QUE SEJA POSSÍVEL. -- Rich Devos

sábado, 9 de janeiro de 2010

Pensamento de Riqueza

Extraído do livro "Os Segredos da Mente Milionária" por T. Harv Eker

As pessoas ricas focalizam oportunidades.
As pessoas de mentalidade pobre focalizam obstáculos.
As pessoas ricas vêem oportunidades. As pessoas de mentalidade pobre identificam obstáculos. As pessoas ricas reconhecem o potencial de crescimento. As pessoas de mentalidade pobre consideram o potencial de perda. As pessoas ricas focalizam a remuneração. As pessoas de mentalidade pobre concentram-se no risco. Tudo se resume à velha questão: "O copo esta meio vazio ou meio cheio?" Não estou falando de pensamento positivo, estou me referindo à sua perspectiva habitual do mundo. Grande parte das pessoas de mentalidade pobre toma decisões inspirada pelo medo. A sua mente está o tempo todo à procura do que está ou pode dar errado em qualquer situação. A sua programação mental primordial é: "E se não der certo?" Ou, mais freqüentemente: "Isso não vai dar certo".
Quem possui uma visão de classe média é ligeiramente mais otimista. A sua programação mental é: "Espero que de certo".
Os ricos, como já disse, assumem a responsabilidade pelos resultados da sua vida e agem segundo a programação mental "Vai dar certo porque eu farei com que dê certo".
Eles esperam ser bem-sucedidos. Têm confiança na sua capacidade e criatividade e acreditam que, se alguma coisa falhar, vão descobrir outro jeito de obter sucesso.
De modo geral, quanto maior a recompensa, maior o risco. Por verem oportunidades o tempo todo, as pessoas ricas estão dispostas a arriscar. Elas acreditam que conseguirão recuperar o seu dinheiro caso a vaca vá para o brejo.
A expectativa das pessoas de mentalidade pobre, ao contrario, é fracassar. Elas não têm confiança em si mesmas nem na sua capacidade. Estão certas de que, se não forem bem-sucedidas nas suas ações, será uma catástrofe. E, como só vêem obstáculos, geralmente não estão dispostas a correr riscos. Sem risco, não há recompensa.

É bom lembrar que estar aberto a aceitar riscos não corresponde necessariamente a estar disposto a perder. As pessoas ricas correm riscos calculados. Isso quer dizer que elas pesquisam, realizam as análises necessárias e tomam decisões baseadas em fatos e informações sólidas. Mas será que passam a vida inteira se informando?
Não. Elas fazem o que está ao seu alcance, no menor tempo possível, e tomam a decisão calculada de ir à luta ou não.

3 comentários:

Noelle Penha disse...

Excelente texto, era o tipo de coisa que eu precisava ler no dia de hoje. A partir de agora já sei que pensarei muito diferente. Li o texto todo para o meu marido, só para dar um reforço. Quero estar em sintonia com ele para quando colhermos os doces e maravilhosos frutos da inesgotável árvore da abundância.

Ricardo Guimarães disse...

Oi Noelle
Obrigado. Esse é um texto que eu adoro e que sumariza o pensamento milionário que o distingue da pobreza e da classe média. Creio que ele deva ser lido regularmente para a elaboração e proteção da mente com geradora de abundância e de possibilidades.

Noelle Penha disse...

Concordo plenamente, Ricardo. Farei desse texto a minha leitura diária até ele ser incorporado por completo à minha mente, de maneira que eu tenha plena convicção de que sou capaz e meredora de grandes fortunas.
Parabéns pelo excelente trabalho, que vc continue "salvando vidas" com a sua sabedoria.